Emagreça de Forma Definitiva em apenas 6 semanas.
Perca a Barriga com 21 minutos por Dia
Clique Aqui e veja o Vídeo Gratuíto

Ovário micropolicístico: Ausência da menstruação, aumento dos pelos e acne.

Olá… Há mais ou menos seis meses descobri que tenho ovário micropolicístico e terei que fazer tratamento para o controle ou eliminação. Gostaria de saber e até mesmos para matar a curiosidade dos leitores, o que é ovário micropolicístico? Quais são os sintomas? As formas de tratamento? Tem como se prevenir? Quais as consequências que podem ocorrer se não for diagnosticado precocemente? Muito obrigada – Paula

Ovário micropolicístico é padrão descritivo, visto à ultrassonografia com a presença de 12 ou mais microcistos distribuídos pela periferia dos ovários, formando um colar. Os ovários micropolicísticos, muitas vezes, não têm expressão clínica, fazendo apenas alguns ciclos anovulatórios (sem ovulação), criando – muitas vezes – um intervalo maior entre as menstruações.

Com vida sexual ativa é necessário o uso de hormônios para evitar gravidez e regular o ciclo. Se a mulher deseja engravidar, com ovários micropoliscísticos, poderá usar o indutor da ovulação para fazer ciclos ovulatórios.

É preciso entender que a síndrome de ovários micropolicísticos tem características típicas presentes que são: amenorréia (falta de menstruação), hirsutismo (aumento de pelos), presença de 12 folículos no estroma ovariano, aumento de oleosidade da pele com acne e obesidade.

Leia mais sobre: ovários

Read More

Mulher que come mais fibras pode ovular menos vezes

Mulheres que ingerem as doses recomendadas de fibras podem ter níveis mais baixos de estrogênio e ovular com menos frequência do que aquelas que consomem menos fibras. É o que sugere uma pesquisa realizada com 250 mulheres com idade entre 18 e 44 anos, todas saudáveis e com períodos menstruais regulares. O trabalho foi publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”.

O alto consumo de fibras, particularmente de frutas, também foi associado a um risco mais elevado de ter ciclos menstruais anovulatórios –em que os ovários não liberam o óvulo. Aquelas que relataram a taxa mais alta de consumo de fibras –22 g por dia ou mais– tinham maior probabilidade de um ciclo anovulatório em dois meses. A taxa foi de 22%, contra 7% entre as mulheres com consumo mais baixo de fibras.

Após terem sido feitos ajustes nos resultados para fatores que podem afetar a ovulação –como IMC (índice de massa corporal), níveis de atividade física e ingestão calórica–, o consumo de fibras foi associado a um risco dez vezes mais alto de anovulação.

De acordo com o ginecologista Alfonso Massaguer, especialista em reprodução humana e professor da FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas), dieta e peso adequados na verdade têm um efeito positivo na ovulação, e a ingestão de fibras contribui para isso.

“A mulher que come mais fibras consegue controlar melhor o peso e o colesterol, além de reduzir o tecido adiposo, melhorando a ovulação”, afirma o médico. “Vemos que, entre mulheres que não ovulam, melhorar a dieta aumenta a chance de isso ocorrer.”

Para ele, não é possível, com base em um único estudo, orientar as mulheres com problemas de ovulação a não comer fibras, visto que a carência desse nutriente é um problema sério de saúde.

Read More

Sintomas de Gravidez

Conheça os Principais Sintomas de Gravidez
Conheça os Principais Sintomas de Gravidez

Será se você estou grávida? Essa é uma das primeiras perguntas na cabeça de várias mulheres quando começam a sentir transformações no corpo. Apesar de os sintomas de gravidez se mostrarem diferentes de acordo com as características da mulher e até mesmo com as características da gravidez, o primeiro e principal sintoma é o atraso menstrual. Isto porque a falta de menstruação é decorrente das transformações hormonais que acontecem depois da concepção restringindo o ciclo menstrual.

Compreender esses primeiros sinais, transformações e sintomas de gravidez é muito importante porque cada um deles pode estar relacionado a um estágio diferente da gestação.

Outra coisa que deve ficar clara pra você é que nem todas mulheres manifestam os mesmos sintomas de gravidez já no início. Algumas mulher apresentam sinais na primeira semana e outras demoram algumas semanas e até há casos em que elas não apresentam os sintomas de gravidez mais conhecidos.

Quais sintomas de gravidez pode indicar que estou grávida?

Ausência de menstruação. Embora ela possa ser causada por outros motivos, esse é o primeiro sinal que aparecerá em uma possível gravidez. Se você tem uma vida sexual ativa e tem um ciclo menstrual regular e de repetente sua menstruação faltou, recomendo-lhe que você compre um teste de gravidez. Se o teste der negativo você pode estar passando por uma alteração hormonal ou momentos de stress e para você não será um sintoma de gravidez. Você deve procurar um médico para saber o que pode estar acontecendo com seu organismo.

Outros primeiros sintomas de gravidez que podem aparecer são desejos por comidas estranhas, seios sensíveis e com a auréola escurecida, náuseas, micção frequente, enjoos matinais, fadiga, entre outros. Alguns desses sintomas só aparecerão depois de 6 ou 8 semanas de gestação. Estes são os sintomas mais comuns e você poderá conversar com outras mamães e ouvir elas dizerem que não sentiram esse outro sintoma.

Um sintoma de gravidez que se manifesta muito cedo e que é um outro grande sinal são os seios sensíveis. Várias mulheres se sentem “inchadas”, mais cheias que de costume. Embora possa não se perceber no início a mulher sente que está ganhando peso.

O primeiros sintomas de gravidez comum então são: falta da menstruação, ganho de peso, sensibilidade nas mamas e náuseas.

Como faço para saber se um sintoma de gravidez é normal?

As vezes usa a expressão “Normal” pode ser uma visão muito ampla. Já lhe dissemos que cada e mulher e cada gestação é única. Mas você pode sempre verificar ligar para o seu médico, pesquisar em fóruns na internet, livros e outras fontes. Mas pode ser que você não apresente os primeiros sintomas dos quais falamos aqui.

Alguns sintomas porém são considerados anormais para uma gravidez como cãibras e sangramentos.

Quando devo ir ao medico se achar que estou grávida?

A mulher que está tentando engravidar fica muito feliz quando consegue. Geralmente essas pessoas marcam logo uma consulta com o médico, que, claro, fica bastante contente com a felicidade com que suas pacientes chegam até o consultório. Mas uma coisa que quase nenhuma grávida sabe, é que os médicos preferem receber as grávidas para a primeira consulta quando elas estão entre 6 e 8 semanas. Isto porque antes desse período o feto quase não está formado e o máximo que o médico poderá passar para você é um pedido de exame sangue para confirmar a gravidez.

Muitas querem logo um ecografia mas nesse período ela não vai mostrar nada. Se ela é feita até a sexta semana só poderá ver um pequeno “saco” no útero, mas ainda sem a forma de um bebê ou feto, e ainda não dá pra ouvir o coração bater.

É um pouco frustrante ouvir isso eu sei, mas se você já fez o exame e tem certeza que está grávida, deixe para ir ao médico a partir da sétima semana e você receberá tantas boas notícias e imagens que sairá de lá bastante feliz.

Lista dos Principais Sintomas de Gravidez

A seguir tem uma lista de alguns dos sintomas e sinais de gravidez mais comuns.  Se a você é sexualmente ativa e apresenta qualquer um dos seguintes sintomas é importante fazer um teste de gravidez.

Sangramento de implantação:

O sangramento de implantação pode ser um dos primeiros sintomas de gravidez. Aproximadamente, de 6-12 dias após a concepção, o embrião se implanta na parede uterina. Algumas mulheres apresentam manchas de sangue, assim como algumas cãibras.

Outras explicações: menstruação real, alteração menstrual, mudança de pílula anticoncepcional, infecção ou lesão da relação sexual.

Atraso ou diferença na menstruação:

O atraso ou a falta da menstruação é o sintoma mais comum da gravidez que conduz uma mulher a fazer o teste de gravidez. Quando a mulher fica grávida, deve faltar a menstruação seguinte.

Muitas sangram até estando grávidas, mas comumente o sangramento é mais curto ou mais leve do que numa menstruação normal.

Outras explicações: ganho ou perda excessiva de peso, fadiga, problemas hormonais, tensão, estresse, parar de tomar a pílula anticoncepcional ou amamentação.

Peitos inchados ou sensíveis:

Seios inchados e/ou sensíveis são um dos sintomas da gravidez que podem aparecer logo no início, entre a semana 1 e 2 após a concepção. Você pode notar modificações na sua mama que pode se tornar sensível ao toque, dolorida ou inchada.

Outras possíveis explicações: o desequilíbrio hormonal, mudança nos comprimidos anticoncepcionais e Tensão Pré-Menstrual (TPM) também podem trazes inchaço, dor ou sensibilidade nos seios.

Fadiga ou cansaço:

A sensação de fadiga ou de maior cansaço é um sintoma de gravidez que pode também começar já na primeira semana após a concepção.

Outras explicações: estresse, exaustão, depressão, resfriado ou gripe ou outras doenças podem também provocar a sensação de cansado ou fadiga.

Náusea matutina:

Este sintoma de gravidez bem conhecido se mostra muitas vezes entre a segunda e a oitava semana após a concepção. Algumas mulheres têm a sorte de não terem náuseas matutinas, enquanto outras têm náusea durante a maior parte da gravidez.

Outras explicações: intoxicação alimentar, estresse ou outras desordens do estômago também podem causar enjoo.

Dor nas costas:

As dores lombares podem ser um sintoma que ocorre nos primeiros meses da gravidez. No entanto, é comum sentir dor leve durante toda a gravidez.

Outras explicações: tensão pré-menstrual, estresse, outros problemas das costas e tensões físicas ou mentais.

Dores de cabeça:

O súbito aumento dos hormônios no corpo pode causar cefaléia (dor de cabeça) nos primeiros meses da gravidez.

Outras explicações: desidratação, interrupção da cafeína, tensão pré-menstrual, esforço visual ou outras enfermidades podem ser fonte de cefaléia frequente ou crônica.

Micção frequente:

Em volta de 6-8 semanas após a concepção, podem se ter mais algumas idas ao banheiro.

Outras explicações: infecção urinária, diabetes, aumento do consumo de líquidos ou consumo excessivo de diuréticos.

Escurecimento das aréolas mamárias:

Durante a gravidez, a pele à volta dos mamilos pode ficar mais escura.

Outras explicações: desequilíbrio hormonal independente de gravidez ou pode ser um efeito remanescente de uma gravidez anterior.

Vontade excessiva de comer:

Embora pode não existir um forte desejo de comer picles e sorvetes, muitas mulheres sentem vontade de determinados alimentos quando estão grávidas. Isto pode durar toda a gravidez.

Outras explicações: dieta inadequada, falta de um determinado nutriente, estresse, depressão ou tensão pré-menstrual.

 

Saiba mais sobre gravidez: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gravidez

Read More